Álbuns Clássicos – Slayer – Reign in blood (1986)

Publicado em 24 fev 2013

Por: Emerson Silva

Em 1986 chegava as lojas o terceiro álbum do Slayer, Reign in blood. A banda já era famosa pela sua brutalidade nos dois discos anteriores, os também clássicos Show no Mercy e Hell Awaits, mas Reign in blood mostrava uma nova e impressionante força. Já na primeira faixa “Angel of Death” a banda mostra a que veio. O grito de Tom Araya  seguido das batidas violentas de Dave Lombardo e as guitarras de Kerry King e Jeff Hanneman é uma das introduções mais marcantes do rock n’ roll. Um pouco mais cadenciado do que nos álbuns anteriores o Slayer  estava mais brutal do que nunca! Os solos também são arrasadores e a letra abandona o satanismo dos discos anteriores e fala de Joseph Menguele, o médico de Hilter que ficou conhecido como o “Anjo da morte” por usar judeus como cobaia para suas experiências na Segunda Guerra. Apesar de continuar criticando a religião na maioria de suas músicas, a banda começou a escrever sobre outros assuntos, polêmicos e perturbadores como sua música. As composições são verdadeiras obras primas: Piece by Piece, Altar of Sacrifice, Jesus Saves, Raining Blood são hinos que todo headbanger que se preze sabe de cor. Jeff Hanneman, o principal compositor da banda estava inspirado como nunca e o produtor Rick Rubin soube transportar toda a energia da banda para o disco. Os timbres, o volume dos instrumentos, é tudo muito forte e preciso.  A capa também merece destaque, uma perturbadora pintura de Larry Caroll que fez com que a distribuidora Columbia se recusasse a colocar os discos nas lojas, o que acabou sendo feito pela Geffen.

Se você não conhece a banda, esse disco é perfeito para entender porque o Slayer é tão cultuado. Se conhece, tenho certeza que vai sentir vontade de ouvir de novo ao ler esse texto.