ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

ENTREVISTA ::: RED FANG
Postado em 19 de março de 2018 @ 23:40 | 187 views


Red Fang “Whales and Leeches” press photos 2013

1 anos após tocarem no Festival Maximus e abrirem o show do Slayer o quarteto Red Fang retorna ao Brasil para realizar show solo, batemos um papo com Aaron Beam sobre novo album, fãs e sobre shows em festivais e apresentações solo.

Confira a integra desta entrevista abaixo:

Por: Flavio Santiago

Uma coisa que me chama atenção é como as bandas tem gravado álbuns rapidamente e vocês estão nessa categoria, por isso lhes pergunto: Vem coisa nova por ai?

Hahahahaa!!!! Obrigado! por favor diga isto para nossa gravadora e manager!

Concordo que temos bastante coisa que foi escrito em um ritmo bem alucinante, acho que muito disso vem do nosso convívio na estrada e a tudo em que a banda é exposta, desde os shows até as coisas que ouvimos nesse período ,não escrevo muito tempo na estrada, e eu sinto como se nossos cérebros são como campos cheio de sementes de riff e aqueles crescem e crescem, e quando chegarmos as nossas  casas podemos colher e colher todos os frutos e a parte mais difícil está  em focar e coletar quais deles tem potencial para que possamos misturar nossas idéias e dai fazermos as  melhores combinações possíveis…

 

A base de fãs do Red Fang é bastante  leal. O que você acha que faz a música do Red Fang viciante e o que foi que te trouxe até o nível de sucesso que está em sua opinião?

Bem, obrigado! Acho que eu diria que  talvez  eles gostem de nossa música? Hahahaha  Na verdade, acho que é que nós somos honestos no que fazemos. Nós escrevemosmúsicas que talvez certas pessoas não gostem mas muitas pessoas podem gostar , tem algo a ver com identificação, não fazemos nossas musicas pensando em agradar os outros, primeiro tem que ser algo que nos agrade, tem que ser algo real e verdadeiro para nós , isso torna a musica mais pessoal e talvez por isso os fãs tenham uma boa identificação

 

Fora do Red Fang o que vocês fazem para se manterem  ocupados?

Passo a maior parte do meu tempo em casa com as pessoas que gosto, só temos uma vida e acho fundamental passar o tempo com quem realmente importa, a estrada é algo muito cansativo e meu porto seguro é minha casa e minha família

 

De todo o setlist, qual musica vocês gostam de tocar ao vivo?

De tudo um pouco mas gosto de tocar : Wires, Throw Up, Flies, The Smell of the Sound, e nossa nova música:  Antidote!

 

Qual a sua opinião sobre as cervejas ao redor do mundo e o que vocês preferem: cervejas ououtro tipo de bebidas?

Neste momento em minha vida eu prefiro whisky , tequila e sidras. Mas também adoro caipirinhas! Mas eu Ainda gosto de cerveja e eu definitivamente adoro beber de tudo pelo mundo! É bom em todos os lugares.

 

Qual a diferença de tocar em grandes festivais ou como banda de abertura do que estar excursionando em sua própria turnê, porem em lugares menores, o que preferem?

Em festivais ou shows de abertura você tem em média  de 30 a 40 mins, logo tem que fazer um set mais curto e com musicas que levantem o publico , tem que ser seletivo em relação a suas escolhas, já em nosso show podemos variar mais nas musicas, mudar afinação de instrumentos sem encanar com o tempo limite para encerrarmos o show, é algo que nos deixa mais livres.

 

A maioria dos músicos e bandas dizem que os países da América do Sul os fãs são mais apaixonados e vibram mais do que outras platéias ao redor do mundo, vocês concordam com isso?

Sim , vocês brasileiros são fantásticos!

A primeira vez que tocamos são Paulo, foi no clube Inferno, nós estávamos tocando” Number Thirteen” e me lembro de pensar, hum… meu  vocal esta bem audível aqui nos PA´s  mas quando dei por mim e percebi era a voz do publico que estava cobrindo minha voz de tão alto que cantavam, e isso ficou em minha memória e nenhuma outra platéia conseguiu fazer isso, é algo que me impressionou e guardo com bastante carinho

 

Red Fang – Latin American Tour 2018

Serviço:

Data: 24/03/2018
Horário: 16:00 – 22:00
Local: Vic Club – R. Marquês de Itu, 284 – Vila Buarque – São Paulo / SP (Proximo a Estação Republica (linha vermelha/ linha amarela do metro)

Venda online: PixelTicket (A partir de 07/12/2018 as 14 horas.)

INGRESSOS

PISTA:
Promocional PISTA – R$ 80,00 (Meia entrada promocional)
1º Lote PISTA – R$ 90,00 (Meia entrada estudante / Promocional)
2º Lote PISTA – R$ 100,00 (Meia Entrada Estudante / Promocional)
1º Lote PISTA – R$ 180,00 (INTEIRA)
2º Lote PISTA – R$ 200,00 (INTEIRA)

CAMAROTE:
Promocional Camarote – R$ 100,00 (Meia entrada promocional)
1º Lote CAMAROTE – R$ 120,00 (Meia entrada estudante / Promocional)
2º Lote CAMAROTE – R$ 140,00 (Meia entrada estudante / Promocional)
1º Lote CAMAROTE – R$ 240,00 (INTEIRA)
2º Lote CAMAROTE – R$ 280,00 (INTEIRA)

Ingressos físicos:
Loja 255 – Galeria do Rock (A partir de 11/12/2018 | Segunda Feira)

* Os ingressos são limitados

[INGRESSO MEIA-ENTRADA – QUEM TEM DIREITO?]
Válido para estudantes, doadores de sangue, acompanhantes de cadeirantes, funcionários da rede pública, maiores de 60 anos

[INGRESSO PROMOCIONAL – QUEM TEM DIREITO?]
Qualquer pessoa mediante a doação de 1kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

Entrevistas · Notícias



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017