ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

ENTREVISTA ::: THERAPY?
Postado em 11 de março de 2018 @ 16:20 | 2.665 views


O Therapy? é uma banda irlandesa e que nos anos 90 /2000 tiveram maior visibilidade no cenário musical com albuns como : “Troublegum” e “Infernal Love” logo após esse período a banda foi perdendo espaço na grande mídia mas mantem -se ativa até hoje e esta prestes a lançar seu 15º álbum de estudio.

Batemos um papo com  Michael McKeegan ou mais conhecido como “Evil Priest”, baixista da banda, nesta entrevista falamos um pouco do novo álbum, cenário musical, o Monsters of Rock de 95, único show que a banda fez no país e muito mais.

Confira a íntegra abaixo:

Por: Flavio Santiago 

 

Em janeiro de 2018 a banda começou a gravar o seu 15º álbum de estúdio como tem sido o processo de gravação e o que os fãs podem esperar deste trabalho?

Michael McKeegan : Sim, nós estamos agora na fase de mixagem do álbum ea sonoridade dele esta incrível. Trabalhamos com um produtor chamado Chris Sheldon novamente que produziu outros trabalhos nossos no passado (Troublegum, Semi-Detatched, High Anxiety)

Então foi emocionante  tê-lo novamente  envolvido  em nosso trabalho pois temos um bom relacionamento e ele já está extremamente familiarizado em captar o nosso melhor

O que esperar? Vejo como um resgate da sonoridade do Troublegum com o punch do Nurse mas com uma sonoridade mais encorpada e agressiva, trabalhamos duro, certificando-se de que todas as batidas, riffs e  vocais ficassem cativantes e memoráveis. Há também alguns elementos novos que incorporamos as musicas com novas batidas mas isso só os fãs poderão nos dizer se gostaram ou não.

 

A banda  tocou no Brasil em 1995 no Festival Monsters of Rock, vocês se lembram de algo interessante desse show ou de algo que fizeram por aqui?

Michael McKeegan : Meu Deus, isso foi uma turnê insana… fizemos dois shows no Brasil e um no Chile, Argentina etc e tudo isso foi sensacional

Os fãs foram incríveis, os shows foram incríveis, e foi muito divertido sair com as outras bandas… principalmente o Paradise Lost, Faith No More, Clawfinger e Megadeth.  Definitivamente um sonho ter realizado esse show com todas essas bandas e provavelmente poderíamos escrever um livro sobre essa aventura!

 

O Therapy apareceu na década de 90 ao mesmo tempo em que o grunge reinava soberano nas paradas musicais, vocês acham que para o Therapy, isso ajudou ou prejudicou a banda de alguma forma?

Michael McKeegan : Acho que foi provavelmente uma coisa boa em que as  pessoas estavam querendo ouvir mais guitarras barulhentas e nesse momento o ‘grunge’ acabou sendo o som que propiciava isso ao publico  pois flertava com estilos como metal e punk  e dai acabamos entrando nessa categoria de bandas, no entanto eu acho que a nossa gama de influências eram um pouco mais ampla (música eletrônica, pop, death metal hardcore), então nós nunca levantamos essa bandeira do grunge e fomos capazes de continuar no nosso próprio caminho, depois que a cena se desfez e o foco da mídia mudou-se para outro lugar. Tenho boas lembranças daquela época pois havia um monte de bandas incríveis fazendo grandes registros através dos anos 80-90.

 

O que anda ouvindo ultimamente e o que acham da atual cena musical?

Michael McKeegan : Eu estou meio por fora do que anda rolando por ai, prefiro ouvir coisas mais antigas mas se escuto algo novo que me agrade vou em frente. No momento eu tenho escutado bandas como: Turbonegro (novo álbum), o novo trabalho do Wrong, uma banda chamada  “The Arvo Party” e bandas clássicas como Stiff Little Fingers, Iron Maiden, Killing Joke, The Stranglers e Motorhead.

 

Como foi criado o  famoso refrão da música “Potato Junk”  (particularmente a parte “James Joyce is fucking my Sister) Por que ele exatamente?

Michael McKeegan : Essa é a pergunta que costumo responder a todo tempo (risos) Na época em que escrevemos essa letra a Irlanda estava muito presa ao passado no que se refere a direitos humanos, a causa LGBT, sobre aborto e a uma serie de assuntos que envolviam politicas publicas e que  julgavam tabus e pareciam felizes de viver com o estereótipo irlandês de  gente simplória e  alegre que gostam de beber Guiness e comer batatas. Basicamente, o sentimento era que no momento que escrevemos a  letra a Irlanda (Norte e Sul) estava sendo retida por causa do seu passado e que tudo o que não significava tanto para nós como jovens que estavam crescendo era irrelevante

NdE: James Augustine Aloysius Joyce foi um romancista, contista e poeta da Irlanda que viveu boa parte de sua vida expatriado. É amplamente considerado um dos autores de maior relevância do século XX

 

Se tivesse que mostrar alguma musica ou álbum do Therapy a uma pessoa que nunca tenha ouvido vocês, qual álbum / musica representaria melhor a banda?

Michael McKeegan : Provavelmente nosso novo álbum.

 

Vocês acham que o Therapy merecia um reconhecimento maior por tudo o que fizeram durante esses anos?

Michael McKeegan : Possivelmente sim pois nunca nos separamos e paramos de tocar e não temos grandes arrependimentos e nunca usamos do artifício de fazer “O grande Retorno“ existem certas pessoas e bandas que usam dessas estratégias

Nós sempre seguimos tocando e gravando novos trabalhos então as pessoas sempre acham que podem nos ver a qualquer momento tocando por ai e aquele sentimento de perda acaba ficando para trás, mas fico extremamente feliz em conversar com nossos fãs e ver que o que fizemos tem grande importância e relevância e o quanto nossa música significa para as pessoas. Estou muito orgulhoso da banda e tudo o que temos conseguido.

 

O Therapy é uma banda com quase 30 anos de existência , durante todo esse tempo que liçoes julgam importantes e o que aprenderam durante esse tempo juntos?

Michael McKeegan  : Sempre tocar o que realmente quer tocar independentemente de tendências ou o que é popular. Que nada é mais importante do que criar suas próprias canções e ter certeza de que aquilo que fez foi o certo e verdadeiro pelo menos você tem a satisfação de apreciar a música que você criou.

 

Recentemente vocês fizeram uma tour de comemoração do lançamento do álbum Troublegum, haveria outro álbum em que gostariam de fazer uma turnê de comemoração?

Michael McKeegan : Foi um tempo atrás e também fizemos  alguns show para comemorar o “Infernal Love” Sinceramente não sabia como seriam esses shows e  se pessoas estariam interessadas, mas os shows foram fantásticos e tivemos um ótimo retorno do publico e todos gostamos muito. É uma maneira divertida de comemorar um álbum  e que significa muito para as pessoas.

No que se refere a outra turnê de comemoração estamos pensando em fazer algo com o “Semi-Detached”, talvez “Suicide Pact…” ou apenas alguns shows tocando coisas dos primeiros álbuns (BabyTeeth, Pleasure Death e Nurse) Mas temos que ser honestos e  realistas, pois como existem alguns álbuns que a procura é menor e também dependemos de promotores que se interessem em nos ajudar a divulgar e excursionar nesse formato .

 

Os lados B de álbuns do Therapy são conhecidos por cover/ versões de bandas como Husker Du (Dianne), Joy Division (Isolation) mas vocês também já participaram de tributos a bandas como Black Sabbath, Misfits e Turbonegro mas vocês já se imaginaram sendo homenageados por alguma banda?

Michael McKeegan :Tem algumas bandas novas que são interessantes , talvez algum dia possamos ouvir um tributo ao Therapy com bandas como “Carpenter Brut” ou “Gost” nos homenageando

 

Há alguma razão para que o Therapy nunca mais tenha voltado a América do Sul e Brasil para tocar?

Michael McKeegan : Não faço ideia, não recebemos propostas de  promotores dai , quem nos conhece sabe da vontade em retornar a America do Sul , portanto se tivermos um convite ou proposta decente obviamente estaremos por ai o quanto antes

 

 Mande uma mensagem final a todos os fãs de Therapy?

Michael McKeegan :Muito obrigado pela entrevista e obrigado aos fãs por nos apoiarem durante todos esses anos, esperamos tocar por ai em breve, quem sabe…

 

 

Entrevistas · Notícias



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017