ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

Hot Water Music ::: 02/12/17 ::: Carioca Club / SP
Postado em 02 de janeiro de 2018 @ 16:10 | 59 views


Texto por: Fernanda Luiz (Blog n Roll) 

Fotos: Flavio Santiago

Agradecimentos; Erick Tedesco / Highlight Sounds (Cesar)

Casa lotada, muitos anos de espera. O alarme falso, vulgo Wros Fest, quatro anos atrás ficou no passado e não incomoda mais os fãs. Finalmente o sonho de muitos admiradores de hardcore se tornou realidade: O Hot Water Music estreou no Brasil. No último sábado, o Carioca Club, em São Paulo, estava completamente cheio, afinal os ingressos se esgotaram rapidamente tempos antes da apresentação e, dessa vez, a história teve um desfecho feliz.

A simples tarefa de andar pelas beiradas em direção ao espaço reservado para os fotógrafos/filmakers não foi fácil, ninguém arredava o pé das proximidades do palco, todos queriam ver de pertinho a tão querida banda de Chuck Ragan, surgida em meados da década de 1990.

Energia dos dois lados do “balcão”: músicos tocando com casa cheia e público afiado cantando todas da set list, acompanhando a voz rouca de Chuck Ragan. O tal calor humano se fazia presente de forma literal, mesmo com a temperatura ainda amena em dezembro, todos suavam. Impossível não agitar o corpo diante de tal sonoridade, não era permitido ficar frio diante do Hot Water.

Falando do repertório, abrir com Remedy, trilha do jogo Tony Hawk’s Underground, foi uma escolha bem acertada. E foi uma forma interessante de Ragan preparar o terreno para divulgar, principalmente, o seu disco mais recente, Light it Up, lançado em setembro passado.

A primeira do disco a ser revelada no show foi Never Going Back. Depois dela, a banda ainda mandou mais quatro faixas do mesmo trabalho, o mais representativo na set list: Vultures, Sympathizer, Complicated e Bury Your Idols.

Para os mais saudosistas, Ragan tentou ao máximo deixar alguma lembrança de outras fases do Hot Water Music. Lembrou de Turnstile, do debute Fuel for the Hate Game, Manual, do Forever and Counting (segundo) e It’s Hard to Know Rooftops, do No Division, o terceiro disco da carreira. Rooftops, por sinal, que o público também conhece na versão feita pelo Alkaline Trio.

Após vários clássicos, a banda norte-americana saiu do palco e rapidamente vieram os pedidos de bis, em inglês, para que os músicos não se fizessem desentendidos. Ninguém saiu de lá. O vocalista atendeu o público prontamente, com duas músicas só voz e violão (God Deciding e Old Rules). Na sequência, os companheiros de banda voltaram ao palco, rumo a reta final, que mais pareceu uma segunda parte do show do que um breve desfecho.

Ao se despedir Chuck disse esperar voltar logo ao Brasil, agradeceu a bonita platéia, como já havia feito outras vezes durante o show. Falou que a energia é maravilhosa, as pessoas amorosas e afirmou ser uma honra estar aqui no Brasil. Quem esperou tanto pra vê-los, espera mais um pouco pela volta, pode acreditar Mr Ragan e cia.

Set list
Remedy
Never Going Back
Rooftops
Jack Of All Trades
State of Grace
Vultures
Sympathizer
Mainline
It’s Hard to Know
Manual
Complicated
Bury Your Idols
Turnstile
Trusty Chords

Bis:
God Deciding
Old Rules
Drag My Body
Wayfarer
True Believers

 

CONFIRA GALERIA DE FOTOS : HOT WATER MUSIC

 

CONFIRA GALERIA DE FOTOS : RACQUET CLUB

Notícias · Shows



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017