ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

IN FLAMES ::: 21/10/17 :::VIA MARQUES / SP
Postado em 12 de novembro de 2017 @ 22:09 | 6 views


Texto por: Mateus Ribeiro – Whiplash

Fotos por: Flavio Santiago

Agradecimentos: Liberation e Costábile Salzano

Desde 2009 que o In Flames não se apresentava no Brasil. Quer dizer, na primeira passagem, a banda praticamente passou apenas para mostrar aos brasileiros que existia, já que realizou apenas um show, na cidade de São Paulo. Dessa vez, a banda tocou em quatro cidades brasileiras: Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba.

No dia do show, a fila e a expectativa eram grandes. Muitos fãs falavam sobre o show de 2009,enquanto outros estavam ansiosos para ver a banda pela primeira vez (a grande maioria, na verdade). Outro fato interessante é que a idade do público presente era bem diversificada. Dando uma volta pela fila e pela pista, foi possível encontrar pessoas de todas as idades.

Quem teve o privilégio de abrir o show foi a banda carioca RECKONING HOUR, que subiu no palco pontualmente no horário marcado (aqui fica meu agradecimento para a produção do show, que fez um brilhante trabalho). Apesar do set curto, conseguiu satisfazer o público, com um som técnico, pesado e preciso. As músicas do repertório fazem parte do CD “Between Death And Courage”, lançado ano passado. O MetalCore apresentado pelos caras foi bem aceito pelo público, e mostrou que o Brasil continua com muitos expoentes da música pesada.

Um tempo depois, chega o momento tão esperado por tanta gente: O IN FLAMES SOBE no palco. Como era de se esperar, o êxtase foi geral quando todos começaram a ouvir a introdução de “Drained”, que foi cantada a plenos pulmões pelos fãs. Dando sequência, “Before I Fall” também foi muito bem recebida, mostrando que apesar do último disco ser um tanto quanto polêmico, conseguiu agradar muita gente. Terminando a primeira sequência do show, emendaram “Everything Is Gone” com a clássica “Take This Life”, que quase fez a casa desabar.

Era nítido que a banda estava muito feliz por tocar aqui novamente. Todos os membros estavam muito sorridentes, e se movimentavam de um lado para o outro, com exceção do baterista Joe Rickard, óbvio. Vale ressaltar que Joe é um excelente baterista, e vem fazendo um grande trabalho na banda. A segunda parte do show contou com muitos clássicos. Primeiro, “Trigger”, seguida do maior clássico da banda, “Only For The Weak”. Nesse ponto, a banda já estava com o público na mão, e poderia fazer o que quisesse que iria satisfazer a todos. “Dead Alone”, a subestimada “Darker Times” e “Drifter” abriram espaço para as únicas duas músicas dos lançamentos mais antigos do IN FLAMES: “Moonshield” e “The Jester´s Dance”.

Durante vários momentos do show, o vocalista Anders Fridén interagiu com o público, chegando até mesmo a pegar celular e câmeras dos fãs que estavam na grade para filmar um pouco do show no palco. Uma verdadeira lição para muito músico que chegou ontem na cena e trata fã com indiferença.

A segunda metade do show contou com músicas dos lançamentos mais recentes, como “Save Me”, a balada “Here Until Forever”, “Deliver Us” e “The Mirror´s Truth”.

Antes do final, o maior momento do show: os fãs começaram a pedir “Cloud Connected” sem parar. A música, que não estava presente no repertório dos shows na América do Sul, é um dos maiores sucessos do IN FLAMES no Brasil. Depois de uma breve reunião, resolveram dar esse presente para o público, que retribuiu cantando cada verso da música.

Depois da última música, que por coincidência foi “The End”, a banda se reuniu no palco para que os fãs pudessem tirar fotos, e se despediu, com a promessa de não demorar tanto tempo para voltar.

No final das contas, foi um ótimo show. Pessoalmente falando, fiquei um pouco decepcionado pelo repertório não conter nenhuma música dos discos “Colony” ou “Whoracle”, mas isso nem acabou fazendo muita diferença, pois com o grande número de clássicos que o IN FLAMES escreveu até hoje, sempre vai faltar alguma coisa, já que infelizmente o show tem hora para acabar.

Além de executar todas as músicas com muita precisão e competência, os músicos demonstram uma satisfação imensa em cima do palco, e além de interagir muito com a platéia, parecem se entender muito bem um com o outro. Isso só aumenta o respeito pela historia que a banda construiu ao longo dos mais de vinte anos de carreira. Até mesmo a voz de Anders, que era uma preocupação de alguns fãs, passou batida.

Fica aqui nossa torcida para que a banda não demore tanto tempo para voltar! E que a próxima apresentação seja tão memorável quando a do dia 21/10/2017!

In Flames We Trust!

Setlist:

1- “Drained”
2- “Before I Fall”
3- “Everything´s Gone”
4- “Take This Life”
5- “Trigger”
6- “Only For The Weak”
7- “Dead Alone”
8- “Darker Times”
9- “Drifter”
10- “Monshield”
11- “The Jester´s Dance”
12- “Save Me”
13 “Alias”
14- “Here Until Forever”
15- “The Truth”
16- “Deliver Us”
17- “The Mirror´s Truth”
18- “The Quiet Place”
19- “Cloud Connected”
20- “The End”

 

CONFIRA GALERIA DE FOTOS : IN FLAMES

Shows



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017