ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

Max e Iggor Cavalera / Korzus/ Venomous ::: Audio Club :::16/06/2019
Postado em 20 de junho de 2019 @ 02:05 | 376 views


Texto por: Emerson Silva

Fotos: Flavio Santiago

Agradecimentos: Damaris Hoffman / Honorsounds

Os irmãos Cavalera voltaram mais uma vez a São Paulo e também a um período importantíssimo, não só para a carreira deles mas para o metal nacional. Se alguns headbangers torcem o nariz para os primeiros discos do Sepultura pela simplicidade e produção tosca e outros reclamam de Chaos Ad e Roots por usarem elementos estranhos ao metal, a fase Beneath the Remains/Arise é unanimidade.

 

Para tornar essa celebração ainda mais especial, a lendária banda Korzus também resolveu celebrar o clássico “Ties of Blood” e com abertura do Venomous, revelação do metal brasileiro nos últimos tempos.

Pontualmente às 20hs e com a casa já bem cheia, o Venomous, formado por Thiago Pereira (vocal), Gui Calegarie Ivan Landgraf (guitarras), Renato Castro (baixo) e Lucas Prado (bateria) fizeram um show pesado e intenso, apresentando músicas de seu primeiro álbum, além do novo single e uma cover de “Overkill” do Motorhead. A performance, a técnica e profissionalismo dos caras, somados a uma apresentação enérgica conquistou a platéia. Shows de abertura normalmente tem um público mais contido, guardando energia para as atrações principais, especialmente nesse dia que ainda teria duas das maiores instituições do metal nacional pela frente, mas o Venomous quebrou essa regra com um show memorável.

 

Na sequência veio o Korzus. Perdi a conta de quantos shows deles já assisti e a banda nunca decepciona. Pelo contrário, cada vez trazem mais qualidade a suas apresentações. Subiram ao palcos já aclamados pelo público e retribuíram o carinho com um show perfeito.

Não só pela técnica e energia mas também pelo carisma. São 35 anos fazendo metal pesado na terra do carnaval o que os torna verdadeiros “guerreiros do metal”. Tocaram “Ties of Blood” quase na íntegra (exceto por “Peça Perdão), disco que é considerado por muitos um dos melhores da carreira da banda e conta com diversas participações especiais. Essas participações proporcionaram dois momentos muito especiais na noite: Primeiro Pompeu lembrou todos que participaram do álbum, principalmente alguns que já nos deixaram: Redson do Cólera, Hélcio Aguirra e mais recentemente André Matos. Em seguida executaram “EvilSight” com a banda tocando junto a gravação da guitarra de Hélcio e a voz de André e após a uma emocionada execução Pompeu pediu 1 minuto de silêncio, uma linda homenagem.

A segunda surpresa foi a participação de Silvio Golfetti, ex-guitarrista da banda tocando a faixa “Correria” um dos clássicos da banda cantados em português.

Com uma porrada atrás da outra e uma apresentação impecável, encerraram o show com “Truth”, música do disco “Discipline of Hate” seguida por “Raining Blood”, cover do Slayer. Em um show único, pesado e verdadeiro o Korzus consegue resgatar o que tem de melhor na cena metal brasileira que eles representam tão bem: união, qualidade e respeito. Só podemos aplaudir e dizer: Obrigado Korzus!

 

E por fim, o momento mais aguardado da noite: os irmãos Cavalera executando os discos mais thrash metal de sua carreira. Acompanhados do fiel escudeiro de Max, o Guitarrista Marc Rizzo e o performático Mike Leon no baixo, o show foi praticamente dividido em 3 partes.

A primeira parte dedicada ao Beneath The Remains, a segunda ao Arise e ainda uma terceira mais descontraída, com covers e histórias.

Max não está mais na sua melhor forma. Porém nesse show ele conseguiu superar isso, voltando a dar seus gritos inconfundíveis e tocando guitarra de verdade, coisa que não aconteceu em alguns shows anteriores da banda por aqui. Mas uma coisa que nunca muda é o carisma do frontman. Ele é capaz de puxar coros do que quiser a qualquer momento do show, tem a plateia em suas mãos o tempo todo de uma maneira inacreditável. Iggor continua batendo forte e os irmãos ainda fazem um grande show.

Depois de muitas rodas de pogo, “wallsofdeath” e uma plateia ensandecida com os clássicos, os irmãos resolveram nos presentear com algumas surpresas: Uma versão sensacional de “DirtyDeedsDoneDirtCheap” do AC/DC, quando Max contou suas lembranças dos irmãos tentando assistir as bandas de metal do primeiro Rock in Rio e um tio chato colocando na novela. Ai mais uma sequência de clássicos de outros discos: “TroopsofDoom” ganhou uma introdução de “RainingBlood” e após uma pausa voltaram com “Refuse/Resist” e “Roots Bloody Roots”

O público pedia mais e a banda voltou para um bis mais solto, com cara de festa com apenas os irmãos tocando e lembrando o começo de tudo, mandaram covers de Discharge, Titãs e mais Slayer, dessa vez um trechinho de “Black Magic”, encerrando com a banda toda tocando um medley de “Beneath/Arise/DeadEmbrionicCells”

Uma festa memorável, que celebrou o metal brasileiro e enquanto saia ouvi diversas pessoas repetindo a mesma frase que resume tudo: “Foi foda!”

 

Setlist Venomous

Penitence

WithintheSilence

Black Embrace

Martyr

Overkill (Motorhead Cover)

Green Hell

GALERIA DE FOTOS: VENOMOUS

 

 

Setlist Korzus

 

Guilty Silence

Respect

What Are You Looking For

Screaming

Never Get Me Down

Punisher

EvilSight

Correria

Cruelty

Ties of Blood

It Wasn’t Me

The Sadist

Who Is GoingTo Be The Next

Truth

Raining Blood (Slayer cover)

 

GALERIA DE FOTOS: KORZUS

 

Setlist Cavalera

Beneath The Remains

Innerself

Stronger Than Hate

Mass Hypnosis

Slaves of Pain

Primitive Future

Arise

Dead Embrionic Cells

Desperate Cry

Altered State

Infected Voice

Orgasmatron

DirtyDeedsDoneDirtCheap (AC/DC Cover)

TroopsofDoom

 

Bis 1

Refuse/Resist

Roots Bloody Roots

Bis 2

Hear Nothing See Nothing (Discharge Cover)

Polícia (Titãs Cover)

Beneath The Remains/ Arise

 

GALERIA DE FOTOS:  MAX & IGGOR

Notícias · Shows



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017