ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

SCOTT STAPP ::: 17/11/19 ::: AUDIO CLUB
Postado em 01 de janeiro de 2020 @ 16:08 | 563 views


Texto: Maritza Andrea
Fotos: Tamires Soares
Tudo nesta vida tem um propósito!
Com os braços bem abertos! Foi assim, tal qual o nome da música ganhadora do Grammy de Melhor Canção de Rock em fevereiro/2001, a recepção do público para Scott Stapp na Audio. E apesar de ser o domingo de um final de semana de feriado, muitos fãs decidiram prestigiar o artista. Com casa cheia, a energia era contagiante e se refletia na fila de espera para a entrada e nos arredores.
O fechamento da turnê no Brasil foi em São Paulo, com abertura do Remove Silence, que veio ao palco por volta das 19:00 e é importante citar que a banda paulista foi pré-indicada ao Grammy americano em duas categorias (com Fade, de 2010) e os mesmos abriram para o Living Colour em junho deste ano no Tropical Butantã. Com doze anos de carreira, três álbuns e dois EPs, eles fizeram jus para serem escolhidos a iniciar as apresentações da noite. Com músicas de seu mais recente álbum, Raw, e de singles de sua trajetória, impecavelmente cativaram todos os presentes.
A suavidade da voz do também baixista Ale Souza e a agressividade dos instrumentos de Danilo Carpigiani (guitarra), Leo Baeta (bateria) e Fabio Ribeiro (teclados) – o mesmo de Shaman, Angra e carreira solo de André Matos – formaram um ‘blend’ perfeito que pôde ser apreciado em Irreversible, sucedida pelo cover do Depeche Mode para Enjoy The Silence, responsável por conduzir o publico a uma viagem saudosista. Spellbound finalizou o set, com a marca registrada dos sintetizadores nos arranjos e deixou o público com vontade de ‘quero mais’ ao partirem. Que possamos apreciar mais apresentações como a da Audio, valorizando o rock nacional.
No intervalo, Cadu Previero, apresentador da 89FM, animou a galera com hits nacionais e internacionais e Scott Stapp iniciou o show pontualmente às 21:00, com o apoio de Ben Flanders e Yiannis Papadopoulos nas guitarras, Sammy Hudson no baixo e Dango Empire na bateria. Ao som pesado de Bullets, jatos verticais de fumaça somados às luzes, além de algumas bexigas pretas lançadas aos fãs, criaram um efeito energizante.
Após agradecimentos no início da performance, o frontman, dono da voz número 68 na Heavy Metal’s All-Time Top 100 Vocalists da revista norte-americana Hit Parader (*), deu continuidade ao espetáculo com World I Used To Know, de The Space Between The Shadows, seu mais recente lançamento.
Porém a euforia dos presentes surgiu mesmo assim que My Own Prison, do Creed, foi tocada e interpretada, trazendo à tona as emoções do vocalista, banda e público. Não há como negar que o trabalho do cantor e suas letras estão conectados com a vida pessoal, pois nelas notamos suas próprias frustrações, esperanças, testemunhos, vitórias e superações, todos relatados em Name.
Cada música foi uma mensagem de motivação ao público, como Survivor, a preceder uma das mais esperadas, With Arms Wide Open, composta quando Scott descobriu que seria pai pela primeira vez, de Jagger, hoje com 21 anos. E uma de suas mensagens mais enérgicas e profundas foi dada entre Higher e Purpose For Pain: “Meus amigos, precisamos de amor, precisamos amar uns aos outros. Precisamos nos juntar como um só, um povo, uma voz e um amor. Há momentos na vida em que temos problemas, dor e dificuldades. Mas nada em nossas vidas é um desperdício. Nada em nossas vidas é sem sentido. Tudo nesta vida tem propósito!”.
Estonteados por uma atmosfera única, todos aguardavam o encore que veio com Don’t Stop Dancing, em versão acústica, seguido por Gone Too Soon e One Last Breath. Mas o ápice e encerramento foi com My Sacrifice e, assim como no início do show, novos jatos de fumaça, luzes e principalmente o coro do público fez com que jorrassem lágrimas de muitos, da Audio saindo com o coração leve e o espírito renovado.
Setlists
Remove Silence
01) Raw
02) Laser Gun
03) Middle Of Nowhere
04) Irreversible
05) Enjoy The Silence [Depeche Mode Cover]
06) Nothing To Lose
07) The Buzzer
08) Presume
09) Spellbound
Scott Stapp
01) Bullets
02) World I Used To Know
03) My Own Prison
04) Face Of The Sun
05) Overcome
06) Inside Us All
07) What If
08) Name
09) Survivor
10) With Arms Wide Open
11) Higher
12) Purpose For Pain
Encore
13) Don’t Stop Dancing
14) Gone Too Soon
15) One Last Breath
16) My Sacrifice
(*) Lista dos 100 melhores vocalista de metal de todos os tempos da Hit Parader
http://www.hearya.com/2006/12/04/hit-paraders-top-100-metal-vocalists-of-all-time
Notícias · Shows



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017