ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

STRUNG OUT ::: 09/12/17 ::: VIC CLUB / SP
Postado em 02 de janeiro de 2018 @ 17:35 | 73 views


Texto por: Fabio Martiniano – Besouros.net

Fotos por: Flavio Santiago

Agradecimentos: Solid Music (Lucas e |Mike)

Eis que depois de 10 anos a Strung Out estava de volta ao Brasil. Em pouco tempo duas bandas, Strung Out e Hot Water Music, que estariam no cancelado festival WROS de 2013 tocaram para os que tinham ficado a ver navios até hoje!

Chegando cedo, com a casa ainda bem vazia, a Gagged, banda de São Carlos subiu no palco. E foi uma pena que tocaram para pouca gente, pois o show dos caras surpreendeu! Com uma vibe de hardcore anos 2000 a banda fez os poucos que assistiam voltarem um pouco no tempo e curtir um som melódico diferente do feito hoje em dia.

 

Na sequência os veteranos do Statues on Fire subiram para fazer um show impecável! Veteranos porque mesmo que a banda tenha somente dois álbuns, toda a bagagem dos caras faz com que esses discos, Phoenix e No Tomorrow, pareçam uma longa discografia, carregando o show de boas músicas! Essa foi minha primeira oportunidade de ver o novo guitarrista, Regis, que mandou muito bem. A abertura de peso caiu como uma luva!

 

Eis que a espera acaba e depois de tanto tempo temos o Strung Out de volta a um palco paulistano. O último show por aqui foi em 2006, no Hangar 110.

Já com a casa cheia o show começa muito energético com “Everyday” e na sequência “Rebellion of the Snakes”. O público na frente do palco era pura empolgação, fazendo a vida do pobre “fotografo” aqui um inferno!

O baixista Chris Aiken era pura simpatia, indo de um lado do palco ao outro, e com certeza era o que mais interagia com o público. O guitarrista Rob Ramos fazia o trabalho árduo de suprir duas guitarras, já que Jake Kiley não pode vir. Também mostrava muita empolgação e foram os caras que fizeram a festa mais animada. Infelizmente o vocalista Jason Cruz não fazia muito mais que seu trabalho e inclusive teve atitudes bem controversas. Muitos subiram no palco e o vocalista começou a mostrar-se bem irritado com isso, chegando a chutar alguns dos fãs! Ele também se mostrou bem irritado ao ter um problema com a bateria e não levava nada com bom humor. Acho que para a maioria a atitude de Jason não estragou a experiência, mas para outros o show perdeu muito com isso. Pós show os comentários sobre suas atitudes eram maiores que os elogios.

 

Dando continuidade a banda navegou por toda sua discografia e deram muito espaço para os clássicos, como”Deville”, “Exhumation of Virginia Madison”, “Solitaire” e “Firecracker”. Ainda rolaram três covers, “Soulmate” do No Use For A Name, “Linoleum” do NOFX e “American Jesus” do Bad Religion, que fizeram o público cantar alto! No final fecharam com “Matchbook” sem direito a bis.

É uma pena ver um show de uma banda tão querida dividindo opiniões assim, mas as bandas não são feitas só de música, mas sim de atitude. Ainda assim para mim o saldo foi positivo, com boa música e bons amigos!

 

CONFIRA GALERIA DE FOTOS :

Notícias · Shows



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017