ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com

Ultima Semana do projeto Lives Pela Arte com a Olivia e Francis Hime
Postado em 28 de julho de 2020 @ 22:11 | 79 views


Série traz performances de grandes nomes atuando em dupla. Na última semana do projeto, contaremos com a Olivia e Francis Hime, que apresentarão um show de piano e vozes.

Se há uma expressão artística que ajudou a divulgar o nome do Brasil no exterior, é sem dúvida a música. Com todas as suas variáveis, mostrou a força de nossos cantores, músicos e compositores, hoje conhecidos e respeitados mundo afora.

 

Blue Note São Paulo Apresenta Lives Pela Arte, novo projeto da casa de show paulistana, traz artistas de gerações diferentes atuando em dupla, e buscando unir o útil ao agradável: proporcionar performances exclusivas e ao mesmo tempo ajudar os colegas de profissão.

 

Para o fechamento desse mini-festival de lives que celebra à nossa música, no dia 31 de julho (sexta-feira) às 20h, a dupla, Olivia e Francis Hime, irá apresentar um show de piano e vozes, abordando o mais recente CD lançado por Olivia “Espelho de Maria” onde ela homenageia 3 compositores que tiveram um papel relevante em sua formação, que são Dori Caymmi, Edu Lobo e o próprio Francis.

 

No show, Olivia e Francis cantam no formato de 3 suites, cada uma dedicada a um dos 3 compositores, um variado repertório onde não faltarão sucessos como: “O cantador” de Dori e Nelson Motta, “Canção do amanhecer” de Edu e Vinicius de Moraes, “Atrás da porta” de Francis e Chico Buarque” entre outras.
Os shows, com transmissões feitas pelo canal do youtube do Blue Note São Paulo, terão em comum um clima intimista, com produção enxuta e interação virtual com a plateia. Os músicos também contarão deliciosos “causos” entre uma música e outra, em apresentações de 1 a 1h30 de duração.

 

O evento também busca conscientizar o público da importância de arrecadar fundos em prol dos artistas, para continuarem com a arte, por meio de ingressos conscientes.

 

Através do celular mirando o QR code que aparecerá no canto da tela das transmissões, todos poderão fazer doações (o “ingresso consciente”) para os artistas, que, no momento, estão com suas atividades paralisadas pela suspensão da realização de shows de forma presencial.

 

Os artistas farão suas performances diretamente de suas casas ou estúdios, sendo que as transmissões serão feitas com equipes reduzidas e seguindo todas as normas de segurança exigidas pelos órgãos de saúde durante a pandemia do novo coronavírus, como uso de máscaras e do álcool gel, distanciamento entre as pessoas e todo o resto.

A curadoria das Lives Pela Arte ficou a cargo de Regina Oreiro, empresária e produtora musical que já trabalhou com artistas do porte de Chico Buarque, Tim Maia, Elizeth Cardoso, João Bosco, Ivan Lins, Paulinho da Viola, Marcos Valle e inúmeros outros.

 

Saiba mais sobre Olivia e Francis Hime
No início de sua carreira, Olivia Hime integrou um grupo vocal que atuou em show de Vinicius de Moraes e Tom Jobim.

 

Em 1977, produziu o LP Passaredo, de Francis Hime. Em seguida, começou a participar de discos e shows do compositor e a compor também.

 

Em 2000, fundou, com Kati de Almeida Braga, a gravadora Biscoito Fino, da qual é diretora artística.

 

Dentre seus trabalhos como produtora musical, destaca-se o CD A Música em Pessoa, de 1985 (ano do cinquentenário da morte de Fernando Pessoa), que Olívia produziu, com Elisa Byington.

Em 1986, ano do centenário de nascimento de Manuel Bandeira, Olívia produziu o CD Estrela da Vida Inteira, com poemas de Bandeira, musicados por Tom Jobim, Dorival CaymmiGilberto GilGilson PeranzzettaRafael Rabello, Milton Nascimento, Wagner TisoMoraes MoreiraIvan LinsToninho HortaJoyceRadamés Gnatalli, Dori Caymmi, Olívia Francis Hime.

 

Já em 2007, o CD Palavras de Guerra, reúne trabalhos do cineasta Rui Guerra como letrista, autor das canções “Tatuagem”, “Fortaleza”, “Bárbara” (escritas para a peça teatral Calabar: o Elogio da Traição, em parceria com Chico Buarque), “Entrudo” (com música de Carlos Lyra), “Jogo de roda” (música de Edu Lobo) e “Esse mundo é meu” (música de Sergio Ricardo), entre várias outras.

 

Desde 1969, é casada com o pianista e compositor Francis Hime, seu parceiro na autoria de várias canções.
Representante da melhor geração de compositores surgida no Brasil, desde o fim da década de 1920, Francis Hime assumiu o papel de um dos principais protagonistas da música popular.

Francis Hime estudou piano desde os 6 anos de idade, no Conservatório Brasileiro de Música. Em 1963, começa a sua parceria com Vinicius de Moraes, com quem compôs inúmeras canções, tais como: “Sem mais adeus, “Anoiteceu”, “A dor a mais”, “Tereza sabe sambar” e outras. Nessa época, começa também a compor com Ruy Guerra canções como “Minha” (gravada por Elis Regina, Tony Bennett, Bill Evans e muitos outros), “Último canto”, “Por um amor maior” e outras.

Participou de vários festivais de música nos anos 60, quando suas canções foram cantadas por Elis Regina, Roberto Carlos, Jair Rodrigues, MPB-4 e outros.

Em 1973, grava seu primeiro disco para a Odeon. Nessa época, sempre escrevendo a música, ele começa a compor com Chico Buarque grandes sucessos, tais como: “Atrás da porta”, “Trocando em miúdos”, “Meu caro amigo”, “Pivete”, “Passaredo”, “Amor barato”, “A noiva da cidade”, “Embarcação”, “Vai Passar”.

Em 1973, começa a compor trilhas para filmes, tais como: “A estrela sobe”, “Dona Flor e seus maridos”, “O homem célebre”, “entre outras. Duas de suas dessas trilhas foram premiadas no Festival de cinema de Gramado e no Coruja de Ouro, como melhor trilha do ano.

Conhecido como um dos mais talentosos compositores do Brasil, Francis é especialmente dotado por uma versatilidade em compor sobre vários ritmos brasileiros, escrevendo sambas, frevos, modinhas, calangos, choros, etc.

A partir dos anos 80, Francis começou também a escrever peças eruditas. Em 1986, escreveu a sua Sinfonia n°1, em 1988, compôs “Carnavais para coro mixto e orquestra”, a partir de um poema especialmente escrito por Geraldo Carneiro, já em 1997, Francis escreveu a partitura sinfônica de “Terra Encantada” e em 2000, compôs a Sinfonia de Rio do Janeiro de São Sebastião, em 5 movimentos (Lundú, Modinha, Choro, Samba, Canção brasileira.

No campo da música popular, Francis lançou em Agosto de 2007 um novo CD/DVD, “Francis Hime Ao Vivo”, pela gravadora Biscoito Fino.  Em julho de 2007, circulou com o show “AlmaMúsica”, primeiro de sua carreira em parceria com Olivia Hime, sua parceira de vida há 47 anos. Este trabalho gerou o CD de estúdio e o CD e DVD ao vivo. Seu trabalho seguinte, “Francis e Guinga”, CD em parceria com o compositor Guinga, foi lançado em 2013 pela Biscoito Fino. No ano de 2014, Francis lançou pelo selo SESC o CD “Navega Ilumina” em comemoração aos seus cinquenta anos de carreira. Trata-se de um CD de músicas inéditas em parceria com Geraldo Carneiro, Olivia Hime, Thiago Amud,  Joana Hime, e uma letra antiga e inédita de Vinicius de Moraes que Francis achou em seus guardados, Maria da Luz. Em 2015, lançou pela gravadora Biscoito Fino o CD e DVD “Francis Hime 50 Anos de Música”, e atualmente está escrevendo um concerto em três movimentos para clarinete e orquestra.

 

Link do canal do Blue Note SP:

www.youtube.com/bluenotesp

Programação do evento:

31 /7 (sexta) às 20h – Olivia e Francis Hime

Notícias



Deixe seu comentário / Leave your comment





1 User Online
 
ONSTAGE - Official Website - All Rights Reserved 2017